fechar× Entre em contato (71) 3015-2200 (71) 3037-8880 (71) 99154-3223 (whatsapp)

O e-commerce é a Limonada da Crise!

Ganhe um limão e faça uma limonada. Para quem investiu em vendas on-line não faltou limonada, laranjada e o que mais quisessem beber! O e-commerce brasileiro faturou em 2016 o total de R$ 53,4 bilhões - crescimento de 11% em relação a 2015. Para 2017 a previsão é que o setor alcance R$ 59,9 bilhões, segundo a ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). É importante salientar que este crescimento totalizado em 2016 é maior que as expectativas iniciais. O E-bit estimava 8% no inicio do ano, chegando no máximo a R$44,6 bilhoes, bem diferente dos R$53,4 Bilhoes alcançados. Veja a projeção inicial do e-bit para 2016 abaixo.


















Lojas físicas estão ficando cada vez mais caras e limitadas as grandes empresas. Enquanto isso o crescimento da web é exponencial. Com um custo infinitamente inferior e com um alcance global, a venda on-line já é a menina dos olhos (inclusive no Brasil)
 
Apesar da crise, tivemos números muito bons para e-commerce. As vendas de Natal totalizaram R$ 7,7 bilhões no e-commerce em 2016, representando crescimento nominal de 3,8% ante o mesmo período do ano passado, segundo o e-bit. O Valor médio das compras também aumentou (ticket médio), fechando o ano em R$ 463,00. Número 10,3% maior que  do ano anterior.
De acordo com o monitoramento Ebit, as categorias mais vendidas em volume de pedidos na época do Natal foram: eletrodomésticos; moda e acessórios; telefonia/celulares; cosméticos e perfumaria/cuidados pessoais/saúde e casa e decoração.
 
 
Fontes:
g1.globo.com
ebit.com.br
meioemensagem.com.br

 
 
Confira também:
E-book Loja Virtual em Operação
  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...