fechar× Entre em contato Comercial: (71) 4042-9112
Whatsapp Comercial: (71) 99154-3223
Suporte Técnico: (71) 3015-2200 

O que é preciso fazer para aparecer no Google em boa posição?

Aparecer no Google é um posicionamento estratégico, e não obra do acaso, especialmente os resultados na primeira página de suas pesquisas on-line. E se você se pergunta sobre o método mais produtivo para fazer a sua empresa chegar a esse objetivo, este post foi feito para você!

Ao longo deste artigo vamos entender o planejamento necessário para que as buscas online do seu público-alvo remetam, primeiramente, às páginas do seu site ou blog. Confira, e aprenda conosco como o SEO e outras técnicas contribuem com o sucesso de sua empreitada!

Somente o site não é suficiente

É inegável o impacto da tecnologia para atrair clientes, atualmente, e isso esbarra diretamente na importância de ter um site para a sua empresa. Não se trata mais de um luxo digital, mas uma necessidade para gerar presença digital e conectar a sua marca com o público-alvo das soluções que você tem a oferecer.

Assim, aparecer no Google é uma etapa complementar à criação de um site. De nada adianta tê-lo, por exemplo, se a sua audiência não vai encontrá-lo na imensidão de dados digitais que é a internet. Por isso, o primeiro passo para se fazer notado é indexando o seu site. Veja mais sobre isso a seguir.

O que é indexação

O site se torna indexado quando os “robôs” do Google o encontram na web. Para isso, é importante se atentar às maneiras mais práticas de fazer com que o seu site corporativo seja notado pelo sistema:

  • cadastre-se no Google Webmasters Tool e o próprio sistema vai explicar o processo para deixar o seu site mais visível e bem posicionado nos resultados de busca — o procedimento, no entanto, demora em torno de 3 meses;
  • use links externos nos conteúdos de seu site — dessa maneira, os robôs indexam automaticamente a sua página por conta desses links de outros sites que já estão indexados.

Agora, o site de sua empresa está presente entre os conteúdos visíveis nos principais mecanismos de busca. É chegada a hora, então, de aparecer no Google com mais autoridade.

O SEO é uma das principais estratégias para aparecer no Google

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (ou otimização para mecanismos de busca). O conceito é baseado em uma série de métricas que melhora o posicionamento de uma página no Google ou outro buscador on-line. E é aí que o elemento estratégico é bastante exigido.

Para aparecer no Google, você e sua equipe devem entender como tornar o site mais atrativo para o seu público-alvo. Afinal de contas, como estamos falando em ações que melhoraram o ranqueamento de suas páginas nos mecanismos de busca, o alinhamento ao perfil do seu consumidor ideal é essencial.

Dessa maneira, as principais métricas usadas para aparecer no Google podem contribuir com um melhor posicionamento de suas páginas. Veja abaixo quais são elas.

Backlinks

Falamos, acima, que o uso de links externos — de fontes confiáveis — é uma excelente estratégia para indexar rapidamente o seu site no Google ou em outro buscador. Só que é uma das melhores alternativas para melhorar também o posicionamento de suas páginas.

Esse é um importante fator de relevância para os “robozinhos” do Google. Espalhe-os nos conteúdos de suas páginas, de maneira que eles complementem ricamente o que está sendo dito e lembre-se: a qualidade do link é mais relevante do que a quantidade deles espalhados pelo site. Passe longe de links que levem o usuário a sites pouco confiáveis.

Palavras-chave

Aí está uma das grandes responsáveis para fazer o seu site aparecer no Google: as palavras-chave. São termos que remetem diretamente às principais pesquisas on-line realizadas pelo seu público.

Com isso, você otimiza as páginas do seu site com as palavras — sempre de maneira harmônica, fluída e informativa —, aumentando as chances de colocar o seu site nas primeiras páginas dos mecanismos de busca.

E é essa a importância em entender o perfil do seu consumidor: suas dores, desafios, objetivos e necessidades, pois são as respostas para essas perguntas que nos levam a outra métrica para o seu site aparecer no Google.

Produção de conteúdo relevante

Você entendeu quem é o seu público e como as suas soluções podem ajudar a resolver os problemas dele. É hora, então, de traduzir os termos pesquisados em conteúdos relevantes. Trata-se de uma otimização interna do seu site, que combina os links e as palavras-chave em textos que agreguem algo aos seus visitantes.

Experiência do usuário

O comércio trata a experiência de compra como algo significativo para atrair e reter clientes. No universo digital, o conceito se assemelha por meio da experiência do usuário. E o que isso significa? Que não basta aparecer no Google se, ao entrar em seu site, o visitante fique poucos segundos e parta para outro resultado de sua pesquisa on-line.

Para começar: simplifique o layout, torne as informações fáceis de serem encontradas e tenha a certeza de que você responde às principais dúvidas do consumidor. Quanto mais rápido ele chegar ao que procura, mais otimizada será a experiência.

Redes sociais

Por fim, as redes sociais são ótimas ferramentas para quem deseja que o seu site comece a aparecer no Google. Isso porque elas ajudam a atrair clientes e a se relacionar com eles. Muitos usuários podem ter o primeiro contato com a sua marca por meio das redes sociais.

Por isso, ao contar com bastante presença digital nas redes sociais mais usadas pelo seu público, mais chances você tem de convertê-los em visitantes do seu site. Quanto mais ele engajar com as suas postagens, maior pode ser o tráfego em sua página e, consequentemente, maior será a sua relevância para os “robôs” do Google.

Ações que prejudicam o ranqueamento do seu site

Além das boas práticas que ajudam o seu site a aparecer no Google existem as ações que realizam o efeito contrário. Abaixo, reunimos algumas para você passar bem longe ao planejar os conteúdos do site, como:

  • nunca duplique conteúdos, pois os mecanismos de busca percebem isso e penalizam o site;
  • plagiar conteúdos de outros sites também é prejudicial ao ranqueamento de suas páginas;
  • erros na programação (como códigos “sujos” de HTML) interferem na qualidade de indexação;
  • páginas internas desativadas ou com links errados reduzem as chances de seu site aparecer no Google;
  • o mesmo vale para o excesso de erros de ortografia e gramática nos conteúdos.

A presença digital é um fator competitivo para agregar muito mais valor à sua marca. Só que aparecer no Google não é a única maneira de promover o seu negócio na internet. Para isso, convidamos você a ler nosso artigo sobre o Google AdWords e o Facebook Ads! Com certeza você vai gostar.


Confira também:
E-book 7 Principais Erros
Artigos, 03.ABRIL.2018 | Postado em SEO


  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...