É seguro comprar no Instagram?


É seguro comprar no Instagram?

Essa é uma pergunta que se torna cada vez mais frequente na cabeça do consumidor e não apenas por ser uma “nova” forma de comprar, mas pelo crescente número de fraudes que tem surgido nas vendas realizadas dentro da plataforma.
Com mais de 25 milhões de perfis dedicados a vendas online dentro do Instagram, os golpes crescem e geram desconfiança no consumidor.

Será que as pessoas se sentem seguras comprando pelo Instagram? Existem formas de diminuir a chance de golpe dentro da plataforma? Se você é uma empresa, quais medidas pode tomar para aumentar a confiança do seu cliente no momento de uma compra pela Internet?
Para te ajudar a responder essas perguntas, criamos esse artigo! 

Se você já se deparou com alguma oferta muito boa no Instagram e ficou tentado a realizar a compra, mas desconfiou de que poderia ser um golpe e desistiu, você pode ter se livrado de uma dor um problema cada vez mais comum: golpes dentro da plataforma do Instagram.

Recentemente o Portal G1 divulgou em uma matéria uma série de relatos de consumidores lesados nessa modalidade. Em nota ao G1, o Instagram informou que eles se esforçam para remover esse tipo de situação e que os usuários podem denunciar atividades suspeitas. A matéria também destaca um dos trechos da política de uso da plataforma em que eles informam que não se responsabilizam caso algo saia errado na sua compra através da plataforma:

"Se um usuário do Instagram se oferecer para vender algo a você, recomendamos que ignore. Infelizmente, não poderemos ajudar se você comprar algo de uma pessoa desonesta no Instagram".
 

Será que as pessoas se sentem seguras comprando pelo Instagram?

Se inspecionar e detectar os perfis fraudulentos é uma tarefa difícil para o próprio Instagram é evidente que para o usuário essa será uma questão difícil também. 

As técnicas para enganar o consumidor vão desde a compra de seguidores para dar uma maior credibilidade ao perfil até o uso de nomes parecidos com os de empresa que existem offline, mas não tem presença online ainda. Usar o Direct Messenger para entrar em contato e convencer o cliente através de uma conversa muito sedutora também é uma prática comum.

Em entrevista para o programa Fantástico do dia 11/08/2019, o Presidente do Reclame Aqui, Maurício Vargas, informou que o número de reclamações relacionadas a compras no Instagram no primeiro semestre deste ano foi de 1.883 reclamações. Um aumento de 86% em relação ao mesmo período do ano passado.

Existem formas de diminuir a chance de golpe dentro da plataforma?

Alguns cuidados devem ser adotados ao decidir comprar algo online como buscar dados sobre a origem da empresa e sua credibilidade na própria Internet. As provas sociais como os depoimentos de outros clientes e interações através de comentários podem ser indicadores de confiança, mas muito cuidado pois o número de curtidas do perfil pode ser uma métrica enganosa já que existem ferramentas de compra de seguidores e os comentários podem ser falsos. Os comentários negativos também costumam ser apagados em caso de perfis fraudulentos, o que torna mais difícil identificar o perfil golpista.

Optar por meio de pagamentos mais seguros, que farão o intermédio no caso da necessidade de devolução de dinheiro, como o Pagseguro, Paypal Mercado Pago, também é uma boa forma de se proteger.

Existe um site desenvolvido pelo Procon que lista as lojas que devem ser evitadas por terem reclamações. Elas podem não ser lojas que apliquem golpes, mas possuem queixas registradas no Procon. Eliminar essas opções pode ser um bom recurso para se sentir mais seguro para o consumidor. 

Fazer com que um cliente se sinta seguro em uma compra online é essencial para qualquer empresa que deseja vender online e a crescente quantidade de golpes torna o consumidor, cada vez mais, desconfiado e as empresas devem se preocupar em passar credibilidade para transformar um visitante em cliente.
 

Se você é uma empresa, quais medidas pode tomar para aumentar a confiança do seu cliente no momento de uma compra pela Internet?

Se a sua empresa tiver uma Loja Virtual já conseguirá transparecer uma maior credibilidade. Lembre-se que criar um perfil no Instagram é gratuito, mas a Loja Virtual depende de um investimento. Além disso, por lei, se uma empresa tiver uma Loja Virtual é obrigada a ter o CNPJ visível na página de Internet e, dessa forma, a pessoa poderá consultar os dados dessa empresa no site da Receita Federal. Isso dará mais segurança no momento da compra.

Outra obrigação legal das empresas que tem uma Loja Virtual é disponibilizarem um canal de atendimento ao consumidor. Se puder ter um chat online em sua loja, certamente, o visitante se sentirá muito mais seguro para realizar uma compra.

Normalmente, nas lojas virtuais o consumidor tem as opções de pagamento através de intermediários de pagamento como o Pagseguro, por exemplo, que dá uma maior segurança para o consumidor que pode solicitar ressarcimento do valor em caso de golpe.

Se a empresa se preocupar em passar essa credibilidade, muitas vezes com ações simples, será muito mais fácil realizar uma venda online. Se quiser saber mais sobre como fazer uma loja virtual que venda, leia esse artigo também. 

 
Confira também:
E-book Loja Virtual em Operação


  • 1
Exibindo 1 de 1

Carregando...